Reduzir, Reutilizar e Reciclar


Nos primórdios, o lixo era constituído de restos de alimentos, ossos e outros materiais que a natureza podia assimilar facilmente.
O desenvolvimento produziu novos materiais, como couro, panos, cerâmicas, etc.
Com o rápido e desordenado crescimento das cidades, das suas populações e da industrialização, o lixo também aumentou , seu destino final hoje, são os aterros nas periferias das cidades e, constitui um grave problema para saúde pública.
A complexidade não para por aí, atualmente, nós temos o rejeitos nucleares, os agrotóxicos, e já se fala até do lixo espacial: rejeitos das viagens e pesquisas no espaço.
Como vimos, a produção de resíduos é inerente à condição humana, e inevitável, não há como não produzir lixo, mas podemos diminuir essa produção: Reduzindo o desperdício, reutilizando sempre que possível e separando os materiais recicláveis para a coleta seletiva.
Outra maneira é:

Preciclar!
Ou seja: Pensar antes de comprar.
Pensar no resíduo que será gerado.
Preciclar é pensar que a história das coisas não acaba quando as jogamos no lixo. Tampouco acaba a nossa responsabilidade!
40% do que nós compramos é lixo. Como as embalagens plásticas que, quase sempre, não nos servem para nada, e vão direto para o lixo aumentando os nossos restos imortais no planeta.
Pense no resíduo da sua compra antes de comprar. Às vezes um produto um pouco mais caro tem uma embalagem aproveitável para outros fins.
E não esqueça os 3 R's:
Reduzir, Reutilizar e Reciclar
Reduzir o desperdício,
Reutilizar sempre que for possível antes de jogar fora, e
Reciclar, ou melhor: separar para a reciclagem, pois, na verdade, o indivíduo não recicla (a não ser os artesãos de papel reciclado).
Mas nem tudo é reciclável. Clique na imagem abaixo e veja o que é reciclável e o que não é:

Quanto à reciclagem, o que nós devemos fazer é separar o lixo que produzimos e pesquisar as alternativas de destinação ecologicamente corretas, mais próximas.
O importante é pensarmos sobre os 3 R's procurando evitar o desperdício, reutilizar sempre que possível, separar o lixo adequadamente e, antes de mais nada, É muito importante PENSAR globalmente mas AGIR localmente!

Conforme a FUNDAÇÃO NACIONAL DA SAÚDE, qualquer que seja nossa proposta quando nos referimos ao meio ambiente, sempre teremos que considerar o gerenciamento dos resíduos humanos, de forma contínua, pois uma quantidade elevada de lixo é diariamente descartada no solo e na água, a absorção destes resíduos pelo meio ocorre de forma lenta.
Tempo necessário para a decomposição de alguns materiais




A coleta seletiva é uma alternativa ecologicamente correta que desvia, do destino em aterros sanitários ou lixões, resíduos sólidos que poderiam ser reciclados.
Com isso alguns objetivos importantes são alcançados:
a vida útil dos aterros sanitários é prolongada e o meio ambiente é menos contaminado.Além disso o uso de matéria prima reciclável diminui a extração dos nossos tesouros naturais. Uma lata velha que se transforma em uma lata nova é muito melhor que uma lata a mais. E de lata em lata o planeta vai virando um lixão...
No Brasil existe coleta seletiva em cerca de 135 cidades, de acordo com o professor Sabetai Calderoni (autor do livro Os Bilhões Perdidos no lixo Ed. Humanitas). Na maior parte dos casos a coleta é realizada pelos Catadores organizados em coperativas ou associações mas, sistemas de coleta seletiva podem ser implementados em escolas, empresas ou nos bairros.
A maneira responsável e sustentável de lidar com o planeta, pela qual lutamos hoje, pode ser vista como excentrismo, modismo ou uma questão de escolha, mas muito breve será uma questão de sobrevivência. Todos fazemos parte da nave chamada terra e, é nossa responsabilidade mantê-la em perfeitas condições para as futuras gerações, as informações estão cada vez mais acessíveis a todas as camadas da população o que falta mesmo é ação: se fomos capazes de destruir em 150 anos o que a terra levou cerca de 3,5 bilhões de anos para construir, somos suficientemente capazes de reconstruí-lo em um período igual ou até mesmo menor mas, pra isto acontecer falta apenas um detalhe: ATITUDE!!!!
Fontes:
www.lixo.com.br/
http://ecopagina.home.sapo.pt/amb_precicl.html