Eu sou Macaco, prego!! Sou Macaco e não nego!


O problema da moradia no nosso país é mesmo muito sério, ao ponto de despejar um macaco-prego da sua própria mata. O macaco-prego Chico, que vive em um parque situado na Mata do Ipê, em Uberaba (MG), vai deixar o local. Famoso por suas travessuras, seu destino será a Companhia Brasileira de Metalurgia e Mineração na cidade de Araxá (MG), onde será avaliado e depois será encaminhado a outro local, onde provavelmente viverá em cativeiro. Clique aqui e saiba mais!!
Este é um bom exemplo de como o homem pode interferir negativamente no meio-ambiente, causando danos a ele mesmo e ao animal. Mas, o mais curioso desta história é que a vítima inocente foi quem tornou-se réu, expulso de seu habitat e preso, em prol do lazer dos seus algozes. Se o macaquinho Chico pudesse falar certamente diria:
Eu sou macaco prego
O bicho mais bonito do terreiro
Só não vê quem é cego
Eu gosto de mim mesmo o tempo inteiro
Eu sou macaco prego
Custei pra dar um jeito no cabelo
Cuidado que eu te pego
Não vem passando o dedo no meu pêlo
O sol do meio dia é um chicote
Eu tenho algum trabalho pra fazer
Outro macaco entrou no meu caixote
Vou lá botar o mico pra correr
Eu sou macaco prego
Sou macaco e não nego
Eu vivo e não me entrego
Não peço e não delego - satisfação."

Este não é um fato isolado,em Pernambuco outro macaco-prego foi devolvido ao Instituto Brasileiro do Meio-Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) por um zoológico de Recife,por mau comportamento. Segundo Alberto Gomes Junior, veterinário do instituto, “um dos macacos que a gente recebeu aqui foi devolvido porque estava ensinando os outros animais a fugir“,o macaco ensinava-os a nadar.Leia mais...
O macaco-prego é reconhecido como um dos mais inteligentes macacos do Novo Mundo, dotado de grande capacidade de aprendizagem o que lhe proporciona uma grande sociabilidade, entretanto, esses animais são adaptados mesmo é para viver em matas tropicais, sua cauda longa e preênsil lhes confere uma enorme agilidade para correr e saltar de uma árvore a outra.O fato de ingerirem e manipularem uma grande quantidade de frutos os torna muito importantes no processo de espalhamento de sementes, contribuindo para estabilidade do ecossistema.
Os macacos-pregos são espécies ameaçadas de extinção, incluídas na categoria vulnerável nos estados BA, ES e MG, em consequência da perda do seu habitat natural para o estabelecimento de pastagens e monoculturas (como a nossa cana-de-açúcar) e da derrubada das florestas pela indústria madereira. Outro problema enfrentado pela espécie é a captura ilegal para o mercado clandestino de animais domésticos.
Um detalhe muito importante sobre o macaco-prego é que apesar de altamente sociável, brincalhão e curioso, eles são animais e, como tal, podem reagir de forma agressiva a determinados estímulos:Veja exemplo , além de serem possíveis portadores e transmissores de doenças, como a raiva.Para saber mais clique aqui
Fonte consultada:

http://biosonialopes.editorasaraiva.com.br/navitacontent_/userFiles/File/SoniaLopes_Powerpoints/SoniaLopes_Saibamais/macacoprego.pdf